Crescimento pessoal

11/07/2016 09h00

O vento sob suas asas

Expressar afeto, humildade, perdão e apreço pelos outros é uma maneira maravilhosa de combater a solidão em nós mesmos e nos outros.

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Asas

"[...] o importante é ter amigos em quem você pode confiar. Alguém com quem você pode contar”.

Thomas Mitchinson

Sentir-se solitário pode ser um desafio para quase todas as pessoas, em um momento ou outro. Mas existe uma resposta, que parte de um ponto de vista espiritual, e que ajuda a nos sentir valorizados e necessários, mesmo quando estamos sozinhos.

Embora a solidão seja um problema crescente nos Estados Unidos e em várias partes do mundo, um neurocientista e pesquisador da Universidade de Chicago, John Cacioppo, constatou que boas amizades podem reverter esse sentimento. Ele declarou: “Nosso trabalho sugere que o importante é ter amigos em quem você pode confiar. Alguém com quem você pode contar”.

Isso nos leva a considerar, em primeiro lugar, como podemos ser um bom amigo para os outros. Todos somos capazes de ajudar os outros a se sentirem menos solitários. Expressar nossa espiritualidade, isto é, afeto, humildade, perdão e apreço pelos outros, é uma maneira maravilhosa de combater a solidão em nós mesmos e nos outros.

Ao longo da vida, todos esperam receber o apoio e o encorajamento dos amigos e da família, especialmente durante momentos difíceis. Todos nós almejamos o “vento sob nossas asas”, parafraseando um clássico de Bette Midler. Lembro-me de uma ocasião em minha vida, quando perdi meus dois melhores amigos e, ao mesmo tempo, estava começando em um novo emprego. Entretanto, em vez de me sentir solitário, procurei oportunidades de usar meus talentos em benefício de outras pessoas e acabei me integrando a uma banda comunitária e tocando clarinete.

Mas também refleti muito durante aquela época e, em espírito de oração, tentava encontrar maneiras de me sentir completo, quer tivesse amizades ou não. Comecei a perceber, como nunca havia conseguido antes, que o grande amor de Deus é, para cada um de nós, o vento sob nossas asas. Esse Amor divino está com cada um de nós, exatamente agora. Esse Amor é o Princípio divino, que é constante, imparcial e universal. Portanto, ninguém está excluído. Quando abrimos nosso coração para esse Amor e reconhecemos sua presença, podemos sentir que ele preenche os espaços vazios em nosso coração, com amor, alegria e força para prosseguir.

Sua solidão também pode desaparecer, porque o Amor divino é o vento sob suas asas!

Thomas Mitchinson é do Comitê de Publicação da Ciência Cristã e escreve sobre a relação entre o pensamento, a espiritualidade e a saúde.

X