Família

21/01/2014 14h33

Atenção redobrada com as crianças no verão

Para que as férias sejam tranquilas é importante tomar alguns cuidados

Por Nosso Bem Estar

STUDIO1ONE/ ISTOCKPTHOTO/ NBE
Crianca verao piscina

É importante também orientar os pequenos para aprendam a se cuidar

Verão é tempo de aproveitar o sol, a praia, a família... Principalmente para as crianças, que adoram praia e brincadeiras na água. Por isso, para que tudo ocorra tranquilamente durante as férias, é preciso tomar alguns cuidados com a saúde e o bem-estar dos pequenos.

Alimentação, exposição solar, brincadeiras na água e hidratação são alguns pontos que merecem atenção redobrada nesta época. Além de intensificar o zelo, é importante orientar as crianças para que também aprendam a se cuidar, sejam sozinhas ou umas às outras.
 
Para ajudar a prevenir alguns contratempos, abaixo listamos alguns cuidados básicos que podem tornar o verão em família mais divertido, tranquilo e seguro. :))

Alimentação

Prefira os alimentos naturais e frescos, mas certifique-se que folhas, verduras e legumes foram bem higienizados. Frutas como melancia, melão, abacaxi, manga, laranja, uva e kiwi são uma boa pedida porque são hidratantes e contêm alto teor de vitaminas e líquidos, mas precisam ser bem conservados.

Com o calor, as comidas estragam rapidamente, por isso evite comprar alimentos prontos para o seu filho fora de casa ou na praia. Você não sabe como e quando eles foram preparados e conservados.

Tente evitar produtos industrializados. Nem sempre o processo de preparação, conservação e refrigeração é conhecido, o que pode oferecer riscos à saúde.

Hidratação

Manter o corpo hidratado, especialmente o das crianças, é fundamental no verão para evitar a desidratação. O consumo de água deve ser reforçado, embora não exista uma quantidade extra ideal.

Os pais devem oferecer água e sucos naturais regularmente durante todo o dia, principalmente quando os pequenos estiverem no sol. É importante não esperar que eles peçam água, porque quando sentem sede já podem estar desidratados. 

Quanto menor a idade, maior deve ser o cuidado com a hidratação. Uma das maneiras de avaliar se a criança está precisando de mais água é observar a cor da urina e a frequência com que ela faz xixi. A cor escura e o pouco volume podem ser sinais de falta de ingestão de água.

Proteção solar

Basta um descuido na proteção solar para que a pele sensível dos pequenos fique vermelha. Para evitar que seu filho sofra com as ardências ou lesões, não o leve à praia no horário do sol forte (das 10h às 16h horas).

Saiba tudo sobre como preservar a pele da exposição ao sol em nossa matéria.

Aplique protetor solar meia hora antes da exposição. Repita o procedimento a cada duas horas. O produto deve ser reaplicado depois que a criança sair da água ou após suar bastante. Não esqueça: dias nublados também merecem proteção. Complete o kit com roupas claras e fresquinhas, chapéus de abas largas e óculos escuros.

Bebês com menos de um ano de idade merecem cuidado extra. Se notar algum destes sintomas (febre, sede intensa, pele seca sem elasticidade, olhos fundos, ausência de lágrimas e moleira baixa), procure um pediatra. 

Brincadeiras

Para evitar o risco de acidentes no mar ou na piscina, um adulto sempre deve supervisionar as atividades das crianças. Além de prevenir, a presença constante estreita os laços entre pais e filhos.

Use boias compatíveis com o peso e a idade. Se os olhos ficarem vermelhos ou ardidos, lave-os com água fervida. Se a irritação persistir, procure um médico.

Protetores auriculares são bem-vindos para evitar que a água entre no ouvido. Algodões levemente embebidos em óleo também ajudam. Caso a criança reclame de que tem água no ouvido, pingue de 2 a 3 gotas de álcool a 70% (o mesmo usado para limpar o umbigo do recém-nascido), que tem efeito secativo. Se reclamar de dor, é hora de ir ao médico. 

Outros acidentes mais comuns no verão são com bicicleta e patins. O kit com capacete, joelheira e cotoveleira deve sempre fazer parte da brincadeira. 

Picadas de insetos

São muito comuns no verão. É preciso atenção com as crianças, principalmente por volta das 16h. Bons recursos para evitá-los são repelentes naturais suaves e aqueles específicos para passar na pele da criança.

Cansaço no fim do dia

Com tantas possibilidades para aproveitar o clima ao ar livre, as crianças podem se queixar de cansaço no fim do dia. Para minimizar, dê um banho morno e, se possível, ofereça um banho de banheira para os músculos relaxarem com mais facilidade. 

Alimentos frescos, hidratação constante e uma boa noite de sono ajudam os pequenos a recuperarem o fôlego para mais um dia de brincadeiras.

Fontes: Blog Criança é Vida – www.vidaecrianca.blogspot.com.br, Sociedade Brasileira de Pediatria e Revista Crescer

X