Saúde Integral

21/12/2015 18h13

Essa tal ansiedade...

Um distúrbio que tem crescido cada vez mais em virtude de nosso ritmo frenético.

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Ansiedade 3

A ansiedade tem se tornado um problema cada vez mais comum nos dias atuais.

ansiedade tem se tornado um problema cada vez mais comum nos dias atuais. Pessoas que possuem rotinas exigentes e desgastantes, e que acabam sendo consumidas, tanto física como psicologicamente, podem apresentar esse tipo de sentimento, que, em excesso, pode prejudicar simples atividades cotidianas.

O que é ansiedade?

O termo ansiedade possui múltiplas definições em dicionários, tais como aflição, perturbação e angústia, por exemplo. Devemos entender que ansiedade é um fenômeno que em um momento nos beneficia e em outro pode nos prejudicar. Isso, claro, dependendo das circunstâncias ou da intensidade. Quando presente em excesso, torna-se patológica e maléfica tanto de forma mental como física.

A ansiedade em níveis seguros faz com que uma pessoa entre em ação, em excesso, porém, tem efeito contrário e pode paralisar a pessoa momentaneamente.

Características e sintomas

Pessoas ansiosas apresentam características e sintomas clássicos e que podem ser facilmente reconhecidos, como:

  • Preocupações exageradas, a pessoa não consegue descansar e tampouco relaxar.
  • Sensação constante de que algo ruim vai acontecer.
  • Medo extremo de que determinada situação ruim ocorra.
  • Medo de transitar em lugares públicos.
  • Pavor extremo após enfrentar situação muito difícil.
  • Falta de controle sobre pensamentos e atitudes que se repetem de forma contínua.

Tratamento

Grande parcela das pessoas ansiosas apresentam bons resultados após algumas semanas de tratamento. Por isso, é muito importante procurar ajuda especializada. Com um diagnóstico precoce, o tratamento será eficaz e a recuperação mais rápida, fazendo com que o paciente apresente melhoras significativas em um curto espaço de tempo.

Em casos severos, pode ser necessário o uso de medicamentos, mas o fundamental mesmo é a terapia com um bom psicólogo ou psiquiatra.

Também é muito benéfica a prática de esportes e atividades como o yoga, além de terapias complementares que induzam o relaxamento.

Confira a seguir algumas dicas práticas para controlar a ansiedade.

Organize-se

Manter as tarefas do dia a dia organizadas é uma boa dica, pois traz a sensação de que é você quem comanda tudo.

Relaxe

A tensão emocional tende a se refletir na musculatura, gerando assim dores físicas. Procure sempre que possível relaxar os músculos de forma regular. Aqui cabe outra dica: movimentos giratórios de pescoço e ombros são ótimos auxiliares para relaxar.

Alimentação ajuda

Inclua no cardápio alimentos que auxiliam na redução de ansiedade. Frutas possuem triptofano, substância que causa sensação de bem-estar. Um pedaço de chocolate amargo após a janta eleva os níveis de serotonina, hormônio responsável pela sensação de relaxamento e tranquilidade, algo mais do que essencial para uma boa noite de sono.

Tente se desligar

Evite levar trabalho para casa ou então ficar pensando no problema que precisa ser resolvido no dia seguinte. Viva o momento, o trabalho será realizado amanhã, assim como o problema será resolvido no dia seguinte. Se possível, leia um livro, assista a um episódio de sua série favorita ou ouça músicas, isso vai distrair você e fará com que não pense no que ainda precisa ser resolvido.

Use a respiração como sua aliada

Muito difundidas, técnicas de respiração podem ser grandes aliadas no controle da ansiedade, uma vez que diminuem os batimentos cardíacos, controlam o fluxo sanguíneo, oxigenam melhor os tecidos e, por fim, fazem com que as pessoas fiquem mais calmas, tranquilas e menos ansiosas.

Uma respiração lenta, contínua e profunda é mais do que primordial para se obter tranquilidade e calmaria e afastar qualquer sintoma de ansiedade. Há variações de respirações que podem ser feitas, como respiração deitada, alongada e até mesmo alternando as narinas, por exemplo. Tudo em prol do relaxamento.

X