Saúde Integral

14/08/2015 11h37

Água muito quente, banho perigoso

A maioria dos casos de coceira pós-banho é devida a temperatura da água, quente demais, em contato com o corpo por tempo prolongado.

Por Nosso Bem Estar

ShotShare/IStock/NBE
Istock 000020384773 medium

Tomar banhos muito quentes pode causar coceira pós-banho

Muitas pessoas sentem coceiras após o banho e acham que a culpa é da água, algo extremamente improvável: a urticária aquagênica, ou alergia à água, é extremamente rara. “Em toda a literatura médica mundial, deve haver registrados um máximo de 20 ou 30 casos desse tipo”, diz Maria de Fátima Marcelos Fernandes, da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

Água muito quente - Provavelmente, o culpado pelo incômodo é o banho quente e prolongado - ou seja, não se trata da água em si, mas da sua temperatura e da exposição duradoura a ela, além de várias aplicações de sabonete. “A pele perde seu manto lipídico (de gordura) protetor, resultando em prurido (coceira), pele ressecada e mesmo eczemas. Eventualmente a sensibilidade a determinadas substâncias presentes nos sabonetes e xampus também pode ser a causa da coceira”, explica Osmar Rotta, professor do Departamento de Dermatologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

O problema afeta principalmente pessoas de idade mais avançada. “À medida que a pele vai envelhecendo, ela vai perdendo um pouco de sua hidratação”, afirma Fernandes. Um banho relativamente rápido, de não mais do que dez minutos, com água em temperatura moderada e uma vez por dia - independentemente de se estar no inverno ou no verão - é o que a médica recomenda para que coceiras dessa natureza não apareçam ou se manifestem com menor intensidade.

“Tudo depende das características da pele de cada um. Pessoas que têm pele mais sensível, que em geral são os alérgicos, devem ter mais cuidado”, diz. “O banho não deve ser muito quente, mas também não precisa ser desagradável.”

Hidratação - Outra medida que ajuda é hidratar a pele até três minutos após o banho. A pessoa pode usar o hidratante de sua preferência. Se for detectada alguma sensibilidade ao produto, suspender seu uso imediatamente. Um bom profissional pode indicar o hidratante adequado.

Quem tem pele seca também apresenta maior possibilidade de sentir coceiras depois do banho. “Isso não tem nada a ver com algum tipo de urticária, de alergia, é uma sensação causada por conta da pele seca mesmo”, diz Fernandes.

Reações ao frio - O contato com substâncias frias também pode causar pruridos, apesar de a urticária causada pelo frio ser rara. Ela acontece quando a pessoa lida com água fria ou se expõe a baixas temperaturas, ao ar frio ou até quando bebe líquidos muito frios ou alimentos gelados, como sorvete. O sintoma é o inchaço no lugar do corpo em que houve contato com o ambiente ou a substância fria. Em geral, a urticária ao frio se manifesta pela primeira vez no paciente durante o inverno. Pode ocorrer em diversos graus e, em um extremo, provocar choque anafilático, com risco de morte.

Exercícios excessivos - A urticária pós-banho que não é a aquagênica chama-se colinérgica. Ela pode ser desencadeada não só pela utilização excessiva da água quente como por estresse ou outros problemas emocionais, assim como pela realização de exercícios. “Qualquer esforço físico pode causar urticária. Se a pessoa tiver prurido, deve consultar um dermatologista”, reforça Rotta.

X