Planeta

07/07/2014 11h16

Livro de professores veganos trata de direitos animais na educação

Obra reúne ensaios de 11 educadores brasileiros contemporâneos

Por Nosso Bem Estar

FANCH/ ISTOCKPHOT/ NBE
Fanch istock 000007060521small

Objetivo é levar para a sala de aula o combate ao especismo

Acaba de ser lançada uma obra que reflete as demandas sociais e mudanças que estão em andamento, no ambiente escolar e em todo o mundo. Com 200 páginas, “Educação & direitos animais”  reúne ensaios de 11 educadores brasileiros contemporâneos. Em comum, o fato de todos serem veganos, tratando os animais não-humanos pela via da ética.

Os autores levam para o mundo acadêmico e para a sala de aula o combate ao especismo - a ideia que faz a humanidade amar cães e gatos, comer frangos e porcos, testar em coelhos, vestir couro de vaca, e proteger pandas e baleias.

"As crianças possuem forte afinidade com animais, porém desde cedo ela são estimuladas a desprezarem o que sentem, ignorando a dor e o sofrimento que porventura possam presenciar. Como antigamente se ensinava - os animais úteis e os animais inúteis", narra a educadora Ellen Augusta Valer de Freitas.

Organizado pelo professor de filosofia Leon Denis, traz nomes reconhecidos do chamado abolicionismo animal, como a pós-doutora Sônia T. Felipe. Em pauta, vivisecção, veganismo, animais como seres de direito, consciência moral e violência.

Fonte: Marcio de Almeida Bueno, jornalista multifuncional

X