Saúde Integral

16/04/2014 17h57

Coisas que você não sabe sobre o suco de laranja

Saiba a diferença entre o alimento natural e os industrializados

Por Nosso Bem Estar

IGOR DUTINA/ ISTOCKPHOTO/ NBE
Suco de laranja

Suco da fruta é muito mais saudável, econômico e sustentável

Quem aí nunca escolheu um suco de caixinha por considerar uma opção mais saudável diante das bebidas que usualmente nos são oferecidas? Acontece que a distância entre o alimento natural e os industrializados é muito maior do que podemos imaginar. Isso sem falar no impacto ambiental gerado pelos inúmeros processos pelos quais passam estes produtos. Inspirados por vídeos que são o maior sucesso nas redes sociais, queremos mostrar aqui por que vale muito mais a pena espremer laranjas do que comprar tudo pronto no supermercado.

“Como um alimento chamado laranja é transformado em produtos ultraprocessados dentro da indústria, e qual a distância entre o alimento original e seus subprodutos?” A partir desse questionamento a jornalista Francine Lima, do canal “Do campo à mesa”, pesquisou e encontrou algumas respostas: na fabricação de produtos como pó para refresco, a indústria separa o alimento original em partes, processa suas partes em várias etapas, cria ingredientes que nunca existiram na natureza e com eles constrói uma coisa nova que, segundo a definição do Guia Alimentar para a População Brasileira, não pode ser chamada de alimento.

Confira o vídeo que tem mais de 82 mil visualizações na internet.

Segundo este vídeo, existe uma enorme diferença entre o suco da fruta e os produtos industrializados, que no rótulo trazem as marcas de “integral”, “100% natural”, “orgânico” ou “néctar de laranja”. O néctar, conforme a atuallegislação de rotulagem de alimentos, deve ter 30% de suco natural. O restante é completado com água e açúcar.

Produtos ultraprocessados

A pesquisa do canal “Do campo à mesa” foi além e descobriu que, nos produtos ultraprocessados, do alimento só resta a lembrança. A jornalista Francine Lima conta ter feito algumas perguntas a uma indústria de sucos de laranja. O que é polpa desidratada de laranja? Restam nutrientes originais da fruta nessa polpa desidratada? Essa polpa mantém algum sabor e aroma originais? Por que a quantidade de polpa de laranja no produto é tão pequena? A resposta veio da assessoria de imprensa: “A companhia não abre informações como estas”.

Veja o caminho que as laranjas percorrem até virarem um “suco natural” industrializado.

Em casa, para virar suco a laranja precisa passar por no máximo três etapas, que acontecem na cozinha. Na indústria os processos são bem mais complexos e demorados. As frutas são colhidas entre maio e janeiro, principalmente no interior dos estados de São Paulo e Minas Gerais. Daí vão de caminhão para a fábrica, onde são lavadas, selecionadas e espremidas aos milhares por máquinas enormes.

Então os ingredientes (casca, polpa, etc.) são separados para dar origem a outros produtos, como bolos, balas, bebidas, recheios, sucos prontos, além de essências de usos diversos. Passa por uma série de processos, como pasteurização e evaporação. O suco concentrado é congelado e misturado com outras concentrações de diferentes períodos da safra (as cores, sabores e aromas diferentes em cada época).

Depois disso o produto final é armazenado no Porto de Santos, onde pode ficar por até dois anos, e segue de navio para fábricas no Japão, China, Austrália, Europa e Flórida. Lá é misturado novamente com água, aromas, polpa e açúcar, formando o chamado suco reconstituído. E é este “alimento” que você encontra à venda nas prateleiras...

E aí, vamos espremer laranjas? Se gostou da matéria, compartilhe!

Acompanhe o canal “Do campo à mesa” nas redes sociais:
www.facebook.com/canal.docampoamesa
www.youtube.com/docampoamesa

Fonte: Do campo à mesa – www.canaldocampoamesa.com.br

X