Crescimento pessoal

14/04/2014 16h18

Kabbalah nos dias de hoje

Conhecimento traz possibilidade de expansão da consciência

Por Adriana Finkelstein

VELORA/ ISTOCKPHOTO/ NBE
Kabbalah

Cultura estimula a luz e o bem que existem em cada um de nós

A cada dia que passa mais e mais pessoas estão se ligando ao estudo da Kabbalah, conhecimento que traz para a humanidade a expansão de sua visão da vida, abrindo todos os campos e possibilidades. Ela pode trazer a capacidade de percebermos onde está a luz infinita e atuar conforme esta luz. Ou, melhor, atuar conforme a consciência expandida.

O primeiro contato com este estudo é traduzido por bem estar e harmonia. Uma paz interior que permite o centramento e com isto a sua melhor participação na vida, melhores decisões, além de uma grande conexão com o poder do amor, da liberdade e da totalidade. A Kabbalah não distancia ninguém de seu dia-dia, do mundo físico, das suas leis, histórias e justiças, mas ela nos leva para os processos transmutativos. É pura alquimia!

Realidade ou ilusão 

As coisas não são como nos parecem... ou são? A Kabbalah nos ensina a olhar em baixo da superfície de nosso mundo: ver o grande no pequeno, o fim no princípio, e a essência espiritual escondida nos aspectos mais mundanos da vida cotidiana. Percebe-se nela que escuridão e luz não podem co-existir. Ainda, nos ensina, que nada acontece de repente. A semente sempre está presente antes da planta madura aparecer, seja uma erva-moura venenosa ou uma rosa.

Com isto podemos estar sempre modificando e atuando no nosso dia-dia, atuando na luz ou na escuridão. Ela nos conta que as nossas atitudes influenciam cada acontecimento do mundo. O mundo não mudará como um todo para melhor até que cada um de nós abrace o fato de que tudo o que nós fazemos é importante. TUDO!

Pequenas ações 

Pequenas causas podem dar lugar a efeitos grandes, e atuam em nosso universo de tempo, que existe para ter um propósito espiritual. O tempo nos dá a oportunidade para exercitar o livre arbítrio.  O tempo nos permite, por exemplo, duvidar que todas nossas ações são importantes! Isto porque causa e efeito estão separados por horas, dias, ou talvez anos. Então nem sempre vemos o resultado de nossas atitudes de forma imediata. 

Atualmente, vivemos um período em que o espaço/tempo entre causa e efeito estão diminuindo. Com isto estamos num momento de oportunidade de cura, de correção.

Vivemos sentimentos duais o tempo todo. Amamos e odiamos, e isto tudo é pura energia acumulada que um dia cai como chuva e que, eventualmente, causa dilúvios. Precisamos entender a aceleração deste fenômeno. Precisamos lembrar que ações e pensamentos positivos ativam a mesma energia, que é levada para si e para o mundo. Podemos produzir luz, controlar nossa negatividade e compartilhar mais a luz. Tolerância e compaixão serão cada vez mais necessárias. 

Precisamos vencer e trabalhar com a energia do ódio e da intolerância que está acumulada. Toda vez que atuarmos com ódio e intolerância, estamos puxando esta energia negativa para baixo, a energia que está no cosmos – a memória cósmica.

Por exemplo, o Zohar  não disfarça o fato que as pessoas boas - indivíduos que estão sem culpa - podem ser varridos junto com o mau, uma vez que o campo de força de negatividade atinja um certo poder. Logo, coisas ruins atingem pessoas ruins... não é uma verdade única para a Kabbalah.

Fonte: Adriana Finkelstein - www.escoladekabbalah.com

X