Crescimento pessoal

07/03/2014 18h21

Grupos trabalham o resgate do masculino

Encontros de homens acontecem em diversas regiões brasileiras

Por Nosso Bem Estar

DIVULGAÇÃO/NBE
Guerreiros do cora%c3%a7%c3%a3o

Mais de 3 mil homens já participaram dos encontros de reconexão

Harmonizar o homem com o seu aspecto amadurecido e torná-lo capaz de lidar com a sua energia ativa de guerreiro, sem se tornar agressivo e nem oprimir a polaridade feminina. Com esse propósito de reconexão com a essência masculina, em 1993 teve início o movimento Guerreiros do Coração. Mais de 3 mil homens já participaram dos encontros de grupos masculinos que acontecem nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Distrito Federal.

Leia nossa reportagem sobre a importância de resgatar essência masculina.

São homens que procuram desenvolver-se enquanto homens e auxiliar outros que queiram percorrer o mesmo caminho. Para este desenvolvimento pessoal, são feitos estudos teóricos, ritos de iniciação e de passagem. O movimento nasceu a partir da busca pessoal do médico e psicoterapeuta Mauro Pozatti, que após se deparar com uma crise interior resolveu compartilhar seu caminho, dando início aos encontros.

“Em nossos grupos, utilizamos um processo pedagógico que inclui uma visão de mundo transdisciplinar e holística, aliada a uma pedagogia iniciática e ancestral com a utilização de ritos de passagem para demarcar a transição entre os diferentes ciclos de consciência, como, por exemplo, as passagens de menino para adulto, de adulto para a maturidade, e desta para a fase de ancião”, explica Pozatti.

Saiba mais sobre o movimento Guerreiros do Coração clicando aqui.

Para cada novo ciclo há um processo pedagógico de preparação para a nova fase e o desligamento da anterior, com a revisão daquilo que está obsoleto e o nascimento de um jeito mais harmônico, inteiro e saudável de ser. “A essência dos Guerreiros do Coração está na promoção de um homem mais vigoroso e flexível, pronto para responder com sabedoria aos desafios do mundo atual, religando-se com a sua natureza primordial e com todas as suas relações.”

Ciclos de iniciação

Com o tempo, o movimento Guerreiros do Coração foi ganhando novos adeptos e tomando forma. Hoje, é um programa sistematizado em um curso com quatro ciclos de 10 meses cada, realizados em parceria com a Universidade Internacional da Paz (Unipaz).

O primeiro ciclo propicia ao homem aprofundar sua relação consigo mesmo, com seu pai, com os amigos, e os filhos, com as mulheres e com o planeta, através de encontros encontros mensais. Ao final do período ocorre um grande rito de passagem do homem-menino para o homem-adulto e responsável, desvelando medos, vergonhas e prazeres, aprendendo a ouvir com respeito as diferentes opiniões.

Durante o segundo ciclo amplia-se a fraternidade e o diálogo entre os participantes do movimento. Há o estudo de arquétipos e campos de consciência que influenciam o desenvolvimento do homem, apresentação de talentos, rodas de cura e confraternizações. É dirigido àqueles que concluíram o primeiro ciclo.
 
No terceiro ciclo há um intenso processo pedagógico para constituir o líder de si mesmo e a significação de diferentes realidades, tangíveis e não tangíveis. Durante o processo, além de estudos e vivências profundas, o participante passa a desenvolver talentos com madeira, couro e argila. Podem participar todos aqueles que concluíram o segundo ciclo.
 
O quarto ciclo visa ao desenvolvimento espiritual do Guerreiro do Coração que conclui seu terceiro ciclo, permitindo que torne-se um mestre em lidar com as forças interiores e exteriores com as quais está conectado. Durante o processo desenvolve talentos com metais, madeira e sobrevivência na selva.

Guardiães do Amanhã

Na mesma época em que surgem os Guerreiros do Coração, nasce o movimento de mulheres chamado Tendas e Clãs do Sul. Os dois grupos formaram o chamado movimento Guardiães do Amanhã, que tem buscado realizar atividades conjuntas entre os dois gêneros, permitindo uma maior harmonia.

É formado por mulheres e homens que sonham tecer outras formas de parceria, mais fraternas, amorosas e verdadeiras entre seu gênero, inter gêneros, com o planeta e com o Universo. Assim, tornam-se os guardiães do amanhã, permitindo um futuro mais harmônico para si mesmos e os que virão.

Pela integração das polaridades

Em entrevista ao Nosso Bem Estar, o médico e psicoterapeuta Mauro Pozatti* compartilha sua visão sobre o processo de reintegração das polaridades feminina e masculina. Ele conta também como vê a evolução desse processo de reconexão desde o início do movimento Guerreiros do Coração.

Nosso Bem Estar: O que você vê como essencial para a expansão da consciência dos homens em relação à sua natureza e o seu momento planetário atual?

Mauro Pozatti: Desde a fecundação ocorre uma divisão consciencial que continua por toda a existência humana. Há oposições entre denso e sutil, matéria e energia, partícula e onda; interior e exterior, feminino e masculino; bem e mal; luz e sombra, entre outras. Todas as oposições possuem um ponto intermediário, um core, um centro, vibrando entre os polos. Interessante que esta palavra latina (derivada de cor, cordis) e deu origem a palavras cura, cuidado, coragem, coerência e suas derivações como remédio (voltar para o meio, o centro). Esta consciência do equilíbrio entre opostos (e sua prática) pode levar aos humanos a possibilidade de inteiros, transcender para estágios mais elevados de consciência.

Com a perspectiva de rumar em direção a esta individuação, criamos o movimento Guerreiros do Coração – homens em busca de sua inteireza do ser, para que juntos possamos encontrar este core, este centro. O momento planetário atual, com mudança de era, nos remete a um gigantesco salto, um grande rito de passagem, que juntos teremos de passar. Quanto mais acostumados estivermos com ritos de passagem mais teremos chances de passar por este de forma inteira.

NBE: Que resultados você tem observado nesses mais de 20 anos do movimento?

Mauro: Já circularam pelo  movimento mais de 3.000 homens entre RS, SC, PR, SP e DF.  Os resultados apresentam-se na melhoria das relações com seu próprio corpo, seus sentimentos, suas parceiras (quando há), sua profissão, suas amizades e parentes  suas relações com o Todo. Há mais equilíbrio. A partir daí muitos  dos participantes passam a interessar-se por buscar esta inteireza e inciam um processo de circular pelos atuais quatro ciclos de desenvolvimento do movimento.

NBE: Qual o seu conselho para homens que queiram se reencontrar mas que ainda não participam de grupos como os dos Guerreiros do Coração?

Mauro: Busquem integrar-se, reconhecendo e aceitando seus aspectos sombrios, inconscientes. Integrem-se com outros homens na busca da inteireza do Ser.

*Mauro Luiz Pozatti  é médico, especialista em Análise Transacional e em Terapia Familiar Sistêmica, doutour em educação. Diretor acadêmico da Unipaz-Sul, é mentor e facilitador dos grupos masculinos do Programa Guardiães do Amanhã. Atua como psicoterapeuta.

Fontes: Livro “Rei Guerreiro Mago Amante: A redescoberta dos arquétipos do masculino”, de Robert Moore e David Gillette, artigo “Guerreiros do Coração: uma prática de dezoito anos com educação para o desenvolvimento espiritual de homens”, de Mauro Luiz Pozatti, Universidade Internacional da Paz – www.unipazsul.org.br, Guardiães do Amanhã – www.guardiaesdoamanha.org.br

X