Bem-estar

08/08/2018 13h35

Saúde no Frio

Conheça as principais alergias no inverno e saiba como lidar com eles.

Por Nosso Bem Estar

Pxhere | Pixabay
Sec ago ing 19064 05674

Muitas pessoas têm alergias no inverno, esse também é o seu caso?

Muitas pessoas adoram o inverno e aproveitam essa época para curtir a família, o aconchego do lar e, também, para se deliciar com pratos típicos da temporada, como fondue e sopa. Entretanto, a estação traz sintomas desagradáveis para quem sofre com alergias.

As respiratórias, por exemplo, tendem a piorar nessa época devido ao clima frio e seco, que faz com que a mucosa nasal fique mais irritada e, consequentemente, diminui a imunidade do corpo, aumentando a incidência de crises alérgicas.

O problema afeta adultos e crianças e tem diferentes características. Porém, algumas atitudes podem minimizar a situação. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura, conheça as principais alergias no inverno e saiba como preveni-las.

 

Rinite alérgica

A rinite alérgica é uma das doenças mais comuns no inverno. Caracterizada pela inflamação da mucosa nasal, normalmente, provocada por poeiras e ácaros. Ela ocasiona: espirros, tosse, coceira no nariz e olhos, entre outros sintomas.

A doença é hereditária e crônica, sendo assim, é preciso buscar acompanhamento com um especialista, manter alguns cuidados e modificar hábitos em casa para evitar o aparecimento dos sintomas. O tratamento é feito com descongestionante e antialérgicos, a partir de um diagnóstico médico.

Quem sofre com o problema deve ter atenção redobrada ao ambiente: tapetes e cortinas aumentam o contato com os ácaros, um dos principais causadores da rinite alérgica - por isso, a dica é evitar esses itens em casa.

Antes de utilizar edredons e agasalhos guardados há muito tempo, é importante lavá-los e deixá-los ao sol para eliminar possíveis fungos.

 

Asma

Outra alergia bastante comum no inverno é a asma. Ela também costuma acometer pessoas que já apresentam rinite alérgica.

O contato com poeira e ácaro resulta na inflamação dos brônquios e gera sintomas como falta de ar, tosse, chiado e aperto no peito. A incidência dos sintomas pode variar. Algumas pessoas apresentam crises fortes de asma com dificuldades respiratórias. Dessa forma, é fundamental buscar acompanhamento médico para realizar o tratamento adequado e fazer o controle dessa doença crônica.

 

Conjuntivite

A conjuntivite é outro problema que apresenta maior incidência no inverno. Ela pode ser alérgica — devido à exposição à poluição e ácaros. Geralmente, acontece com quem já sofre com outras alergias — ou viral, que, por ser transmissível, os locais fechados podem contribuir para que mais pessoas sejam contaminadas.

Os sintomas mais comuns da doença são lacrimejamento, olhos vermelhos, ardência, coceira e secreção. O tratamento varia de acordo com o tipo de conjuntivite e deve ser feito por um oftalmologista.

Para evitar o problema, a recomendação é lavar as mãos diversas vezes ao dia e não ficar em local fechado. No caso da conjuntivite alérgica, é preciso identificar e se manter afastado do que causou a alergia, como agasalho, cachecol, entre outros itens.

 

Alergia de pele

O clima frio e seco e os banhos quentes e demorados, reduzem a proteção da pele e podem favorecer o surgimento de alergias nessa região, causando coceira, urticárias, vermelhidão, descamação e rachaduras.

Para evitar o problema, siga algumas recomendações:

  • Procure não tomar banho quente e demorado;                      
  • Evite o uso de bucha vegetal;     
  • Opte por sabonetes neutros;       
  • Utilize hidratante após o banho.
  •  

Como evitar as alergias no inverno

Quem sofre com alergias no inverno deve procurar um médico para fazer o tratamento adequado e, assim, garantir a qualidade de vida durante a estação. No entanto, algumas atitudes ajudam a evitar as doenças, como:

  • A limpeza da casa deve ser feita com pano úmido para retirar a poeira de forma mais eficiente. O uso de vassouras e espanadores libera a poeira no ambiente, podendo ser prejudicial para quem sofre com alergias;        
  • Mesmo nos dias frios, é importante abrir as janelas para ventilar a casa e entrar luz solar - esse processo ajuda a eliminar fungos e bactérias;  
  • Beba bastante água, principalmente, se você passa muitas horas no ar condicionado;          
  • Dê preferência aos travesseiros e cobertores antialérgicos;                                   
  • Evite mudanças bruscas de temperatura;                    
  • Utilize o umidificador com moderação. O uso excessivo do aparelho pode gerar mofo no ambiente e causar efeito contrário do desejado;                    
  • Evite locais fechados e com muitas pessoas; 
  • Procure lavar as roupas de cama, pelo menos, uma vez por semana.      

Muitas pessoas têm alergias no inverno, esse também é o seu caso? Como vimos, algumas atitudes podem evitar o problema e te ajudar a curtir a estação sem incômodos.

Você já adota essas dicas? Conte para a gente!

X