Crescimento pessoal

24/02/2014 17h10

Meditação ganha espaço em escolas

Colégios registram melhora em notas e diminuição da violência

Por Nosso Bem Estar

SPANIC/ ISTOCKPHOTO/ NBE
Medita%c3%a7%c3%a3o

Prática diária traz benefícios para a saúde física e psicoemocional

Já faz alguns anos que a ciência passou a dedicar pesquisas para verificar os efeitos da meditação na mente humana. E está comprovado: se praticada diariamente, ela traz excelentes resultados para a saúde física e psicoemocional. Agora este conhecimento milenar está ganhando espaço em instituições de ensino norte-americanas, que já começam a colher os frutos desta iniciativa. Está aí um bom estímulo às escolas e aos educadores brasileiros!

Em alguns colégios de São Francisco, nos Estados Unidos, a meditação foi incluída como uma atividade curricular. Chamada de "Quiet Time" é praticada duas vezes por dia. E a ideia deu tão certo que a meditação foi estendida também a pais e professores. :)

Em bairros com altos índices de violência, o número de suspensões de alunos por causa de brigas chegou a cair 45% após o início do projeto. Além disso, a maior parte dos estudantes registrou aumento da concentração e redução do estresse, o que os levou também a melhorarem suas notas.

Antes e depois

A Visitatin Valley Middle School foi a primeira escola de incorporar a meditação em 2007. No bairro, os tiroteios eram constantes. Alunos brigavam nos corredores, insultavam professores, entre outros atos de violência. Somente no primeiro ano de prática, as suspensões dos estudantes diminuíram 45%. Quatro anos depois elas se tornaram as mais baixas da cidade.

A frequência escolar também aumentou 98%. Nas avaliações anuais de saúde escolar, os alunos da Visitatin Vale foram os mais felizes de toda São Francisco.

Outro colégio

No Burton, outra escola que adotou a prática da meditação, foram relatados níveis muito baixos de estresse e alto desempenho educacional. Curiosamente, houve uma alta performance em linguagem, e ainda melhor em matemática.

"Nossos estudos revelam a importância dos fatores sócio-emocionais para melhorar a vida das crianças. Não importa apenas os acadêmicos. E nesse ponto é onde a meditação tem um impacto vital", comemora Richard Carranza, superintendente e um dos responsáveis pelo programa.

Fontes: Só notícia boa – www.sonoticiaboa.com.br, SF Gate – www.sfgate.com, Buen Diario - www.buendiario.com 

X