Beleza

22/03/2018 09h30

Varizes: prevenção e tratamento

As varizes são um problema que atinge milhares de pessoas em todo mundo. Conheça mais sobre elas no artigo de hoje.

Por Nosso Bem Estar

Pxhere | Pixabay
M31

As varizes são indicativos de problemas na circulação sanguínea.

As varizes são indicativos de problemas na circulação sanguínea. Geralmente elas aparecem em membros inferiores e são esteticamente desfavoráveis por se tratarem de veias dilatadas de calibre aumentado.

Contrariando a lei da gravidade, as veias – com auxílio de mecanismos fisiológicos no organismo chamados de válvulas – impulsionam o sangue de baixo para cima de volta para o coração e em seguida para os pulmões, fazendo a troca de oxigênio.

Quando existe algum problema nos mecanismos das válvulas, seja por desgaste ou genética, elas impulsionam de volta cada vez menos sangue no organismo e, como resultado, a pressão nas veias é maior e elas dilatam.

Embora as varizes possam ser um problema encontrado em todas as idades, existem alguns fatores de risco que necessitam atenção:

  • Predisposição genética: se algumas pessoas na família possuem histórico de problemas na circulação – como trombose ou flebite – ou histórico prévio dessa condição, é necessário atentar para a prevenção e buscar tratamento assim que os primeiros sinais e sintomas aparecerem.
  • Idade: à medida em que ficamos mais velhos, nossas veias perdem elasticidade e o sistema de válvulas enfraquece. Para retardar esse processo, o ideal é iniciar o procedimento de prevenção o mais rápido possível.
  • Gênero: mulheres são mais propensas a desenvolver varizes do que os homens. Isso acontece devido às inúmeras alterações hormonais ao longo da vida, incluindo a gravidez, menopausa e até mesmo o uso de anticoncepcionais, que diminuem a resistência da parede dos vasos e comprometem o mecanismo de válvulas no retorno venoso.

Dificilmente as varizes são confundíveis, mesmo em estágios iniciais. Isso acontece porque elas carregam consigo alguns sintomas perceptíveis que devem ser levados em conta antes de pensar em possíveis tratamentos:

  • Dor;
  • Sensação de peso;
  • Cansaço excessivo nas pernas;

 

Como prevenir o aparecimento de varizes

Felizmente, esse problema pode ser evitado adotando medidas simples e de baixo custo:

  • Pratique exercícios físicos: a atividade física é um meio de prevenção por estimular o sistema circulatório e fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos, agindo ativamente sobre o problema. Caminhar, correr, pedalar, malhar e nadar são ótimos exemplos de atividades a serem desempenhadas.
  • Evite roupas justas: por mais incrível que pareça, usar roupas um pouco mais apertadas pode diminuir o fluxo sanguíneo e sobrecarregar as veias.
  • Cuide-se: se você tem predisposição ou é portador de doenças crônicas não transmissíveis sistêmicas como a hipertensão (pressão alta) ou o diabetes, é preciso buscar tratamento o mais rápido possível. Quando descompensadas, essas doenças podem enfraquecer a parede de vasos devido à pressão ou excesso de açúcar, respectivamente.
  • Emagreça: além de contribuir para estética do corpo como um todo, emagrecer é essencial para evitar o problema. O acúmulo de gordura, principalmente no abdômen, faz com que exista um aumento de pressão sanguínea e cria bolsões nas veias, enfraquecendo o sistema de válvulas.
  • Não fume: algumas substâncias contidas na composição do cigarro fazem com que o sangue se torne mais viscoso e dificulte sua circulação. Fumantes possuem ainda mais probabilidade de desenvolver varizes.
  • Não use salto alto sempre: embora ainda seja discutível, é melhor prevenir do que remediar. Alguns estudiosos acreditam que o uso não oferece riscos, mas, outros acreditam que usar salto alto por muito tempo – principalmente os finos – exige muito da musculatura da perna fazendo com que ela fique contraída por mais tempo e, assim, torna difícil o retorno venoso de sangue e propicia sua retenção nas veias das pernas e dos pés.
  • Evite ficar em posição sentada por muito tempo: a posição comprime levemente algumas veias principais.

 

Como tratar as varizes

Felizmente também, quando o problema já está instalado, ainda é possível trata-lo. Mesmo aderindo a todas as recomendações de prevenção de maneira complementar, os organismos respondem diferentes um do outro. Por isso, é necessário procurar um especialista no assunto – geralmente um angiologista – e recorrer às seguintes opções:

  • Escleroterapia: técnica que visa secar micro-varizes através da aplicação de substâncias químicas como a insulina ou o laser. Costuma ser a opção mais eficiente, mas nem sempre consegue resolver o problema devido ao calibre dos vasos.
  • Terapia Medicamentosa: em alguns casos, em estágios iniciais, é possível tratar o problema usando medicamentos via oral indicados pelo angiologista.
  • Uso de meias de compressão: as mesmas meias que evitam trombose e que são utilizadas antes e depois de algumas cirurgias específicas podem ser de grande valia. Elas não apertam tanto quanto as roupas apertadas e oferecem conforto.
  • Cirurgias: seja a laser ou de maneira convencional, alguns casos só podem ser resolvidos com a remoção ou exposição.
X