Família

30/01/2018 06h30

A velha e boa adaptação

Leia nossas dicas especiais para ajudar na aclimatação do seu filho na escola

Por Nosso Bem Estar

Novos alunos | A mente é maravilhosa
M13

As crianças crescem e precisam deixar o ninho.

Inevitavelmente, nossas crianças crescem e precisam deixar o ninho direto para o mundo do aprendizado, seja nas creches ou nas escolas. No entanto, essa transição raramente confortável. Sabemos que, nesse processo, sofrem pais, filhos e professores, que precisam encontrar um meio de fazer com que as crianças tenham prazer no aprendizado e se sintam a vontade no ambiente escolar.

É necessário ter em mente que as crianças possuem um mundo individual que precisa ser respeitado à medida em que crescem e seguem seu rumo para se tornarem adultos.

Pensando nesse aspecto, é muito comum que as crianças não tenham vontade de ir à escola, por diversos motivos. Assim, forçar a barra pode não ser uma ideia muito inteligente e, então, precisamos recorrer à algumas técnicas de acordo com a personalidade de cada criança. Veja algumas dicas de especialistas em educação:

1ª Dica

Toda a adaptação é feita aos poucos. O ideal é a presença do pai ou da mãe na escola por algum tempo, que vai diminuindo até que a presença não seja mais necessária, gerando mais segurança e autonomia à criança.

2ª Dica

Por ser um ambiente novo e desconhecido, é normal que as crianças fiquem nervosas, acanhadas e tenham dificuldade na socialização. Por isso, é necessário que os pais estejam atentos para o ambiente que escolheram e os educadores estejam atentos para a interação dessa criança com as outras.

É normal que entre 2 e 3 anos ainda existam brigas, tapas e mordidas, mas, ao passar dessa fase, tanto os pais quanto os educadores devem estar atentos a formas leves ou severas de bullying, por exemplo. A escola deve ser um ambiente estimulante.

3ª Dica

Não minta. Se você pretende deixar sua criança em uma creche ou escola de horário parcial ou integral, evite o “vou ali e volto já” e “vou ao banheiro”. Essas pequenas mentiras aumentam a insegurança e destroem o conforto preciso para superar a situação.

4ª Dica

Claro que você escolheu a melhor escola, dentro dos seus limites, para seu pequeno. Mas será que é a mais adequada?

Se o ambiente doméstico tem suas peculiaridades, é muito importante que você escolha uma escola que possa oferecer algo parecido, para favorecer essa transição.

5ª Dica

Se possível, evite escolas de período integral por um tempo. As crianças acabam assimilando esse momento como uma espécie de abandono. Prefira as de período parcial.

É muito importante que pequenas coisas como o sono do começo da tarde ou o lanchinho favorito e uma posterior compensação de atenção pelos pais esteja na rotina. A criança precisa de um “carinho extra” até que consiga se adaptar a nova rotina escolar.

6ª Dica

A sua escolha de uma escola faz toda a diferença. Geralmente, os pais escolhem com muito cuidado onde vão deixar seu tesouro por um tempo do dia e é essa confiança a criança reconhece e sente a segurança. Escolham ambientes com os quais melhor se identifiquem.

7ª Dica

Não faça brincadeiras de mau gosto. Dizer à uma criança em estágio de adaptação de vai “deixa-la ali e não vai voltar” pode ser traumático. A criança ficará muito insegura e isso pode prejudicar muito a fase de adaptação.

8ª Dica

Evite sair escondido. Nem todas as crianças entendem que você “foi ali e já volta”. Confiança não se estabelece na base de mentiras. Crianças são sensíveis e facilmente se sentem abandonadas ou traídas. Tenha sinceridade e diga que vai embora, que volta logo pra buscar e que a professora vai brincar.

É claro que a criança vai chorar, vai protestar e dizer que não. Afinal, crianças são apegadas aos pais, é natural. No entanto, os pais devem ter pulso firme e estarem esperando na hora da saída, com um sorriso no rosto, como o prometido.

9ª Dica

Equilibre aconchego e firmeza. Prepare-se para o choro, medo, irritação, frustração e raiva. Educar é papel dos pais. Quando as primeiras semanas de adaptação iniciarem, é necessário ensinar o pequeno a lidar com suas emoções e se preparar para muito colo e paciência.

10ª Dica

Quando a rotina escolar começar, entenda que o dia da criança vai mudar completamente. Atente para os momentos de sono, as atividades e esteja mais disponível para seu pequeno, para estar por dentro de tudo o que acontece.

X