Bem-estar

17/01/2018 06h30

Doação de sangue: mitos e verdades

O sangue é indispensável para a manutenção da vida, e por isso é tão importante que haja muito estoque nos hemocentros. A doação salva muitas vidas diariamente e é uma forma de demonstrar amor ao próximo.

Por Nosso Bem Estar

Folha Vitória | FN10
M22 doacao sangue

Demonstração de amor ao próximo

Existem muitas dúvidas que cercam a doação de sangue, por isso vamos buscar mostrar os mitos e verdades sobre essa ação que pode salvar vidas.

 

DIABÉTICOS NÃO PODEM DOAR - Mito

Os diabéticos podem doar, mas desde que a doença esteja controlada com a alimentação ou hipoglicemiantes. Porém caso tenha utilizado a insulina infelizmente ficará impossibilitado para realizar a doação.

 

NÃO PODE DOAR TODO MÊS – Verdade

O corpo necessita de tempo para repor, por isso os homens podem doar a cada dois meses e a mulher a cada 90 dias.

 

VOU FICAR SEM SANGUE – Mito

A quantidade de sangue retirada é pequena, cerca de 500ml, e em menos de 24 horas seu corpo já começa a repor.

 

GESTANTES E LACTANTES NÃO PODEM DOAR - Verdade

Lactantes podem doar após 12 meses após o parto, e no período pós-parto a doação pode ser feita 90 dias (parto normal) e 180 (cesariana).

 

DEVO ESTAR DE JEJUM – Mito

Você deve estar bem alimentado, com refeições leves, e descansado, não tendo praticado atividades físicas até 5 horas antes e não ter ingerido bebida alcoólica ou outras drogas 24 horas antes.

 

IDOSOS PODEM DOAR SANGUE – Verdade

Sim, desde que tenham até 69 anos.

 

QUEM RECEBE A DOAÇÃO ESTÁ SUSCETÍVEL A DOENÇAS – Mito

Vários testes são realizados antes de encaminhar o sangue para transfusão, como o Teste de Ácido Nucléico (NAT), HIV, Hepatites B e C, e são 100% detectáveis.

 

O PESO INFLUENCIA NA DOAÇÃO – Verdade

É necessário pesar mais de 50 kg.

 

SÓ UMA PESSOA É BENEFICIADA COM A DOAÇÃO – Mito

Com uma doação você estará salvando até quatro vidas, entre elas as vítimas de acidentes, gestantes com anemia, pacientes cirúrgicos, hemofílicos e recém-nascidos.

 

AS PESSOAS COM PIERCING E TATUAGEM TEM RESTRIÇÕES - Verdade

Pessoas com piercings na cavidade oral não podem realizar a doação, pois a boca está mais receptiva a infecções e as pessoas com tatuagens podem doar no período de 6 a 12 meses após, pois é o tempo que doenças contagiosas se manifestam.

 

É UM PROCEDIMENTO MUITO DEMORADO – Mito

O procedimento gasta em média de 40 a 60 minutos.

 

QUALQUER TIPO SANGUÍNEO É ACEITO – Verdade

Mesmo o tipo O- sendo o doador universal e o AB+ seja mais raro, todos os tipos sanguíneos são bem-vindos e ajudam salvar vidas.

 

POSSO CONTRAIR DOENÇAS AO DOAR – Mito

As condições de higiene e dos procedimentos médicos são muito seguros.

 

POSSO ESCOLHER PARA QUEM VAI O SANGUE – Verdade

Em casos especiais, como o da auto-transfusão e transfusões casada, destinando o sangue a um receptor específico. Nos demais casos o sangue é para os estoques dos hemocentros.

 

MULHERES NÃO PODEM DOAR NO PERÍODO MENSTRUAL – Mito

Estar no período menstrual não impede a doação.

 

GANHO ATESTADO APÓS A DOAÇÃO – Verdade

É importante que o doador tire o restante do dia de folga, para que o corpo descanse.

 

ENDOSCOPIA IMPEDE A DOAÇÃO DE SANGUE – Verdade

Desde que tenha um período inferior a 6 meses, após esse prazo poderá doar.

 

POSSO DOAR APÓS ALGUMA VACINAÇÃO – Mito

Dependendo da vacina aplicada a pessoa deverá aguardar um tempo mínimo para poder doar sangue.

 

Doe sangue

O dia mundial do doador de sangue é comemorado em 14 de junho e a campanha tem como objetivo atrair mais doadores e mostrar o quanto é importante essa atitude. No Brasil, são contabilizadas mais de 3 milhões de doações de sangue a cada ano.

A doação de sangue salva vidas e é um verdadeiro ato de amor e solidariedade ao próximo, que muda a vida das pessoas que necessitam.

Lembrando que todos os candidatos a doação de sangue passam antes por uma entrevista de triagem minuciosa, que é realizada por um profissional de saúde. Nela serão analisados histórico médico, hábitos e condições de saúde do doador.

Se o questionário for compatível com o requisitado, a pessoa realiza a aferição dos batimentos cardíacos, da pressão arterial e temperatura, além do teste de anemia. Somente após essas etapas é que o candidato estará aprovado para a doação de sangue. Por isso retire suas dúvidas e faça sua parte!

X