Saúde Integral

18/04/2017 06h30

Pelando, não!

Com as temperaturas baixando, o consumo de bebidas quentes aumenta. Mas, de acordo com a OMS isso pode trazer graves riscos à saúde

Por Nosso Bem Estar

Depositphotos
M12

Cuidado ao ingerir bebidas quentes

Friozinho chegando, quem não curte uma bebida quentinha?  Além de aquecer o corpo, causa uma gostosa sensação de aconchego e bem-estar. Porém é importante estar atento a temperatura do que se está ingerindo.

A Organização Mundial da Saúde alerta que, de acordo com recentes pesquisas, a temperatura das bebidas contribui para o desenvolvimento de câncer no esôfago. Neste caso, o problema está nos líquidos muito quentes.

O que acontece?

Quando a bebida ingerida está a mais de 65°C, ela pode queimar as mucosas, deixando-as mais sensíveis. Isso facilita a entrada de substâncias cancerígenas quando estamos comendo. E, portanto, pode causar o desenvolvimento de câncer no esôfago. Neste sentido, pode-se dizer que a temperatura do que é ingerido é mais relevante que a substância em si.

O câncer no esôfago é muito difícil de ser diagnosticado. O sintoma mais comum é a chamada disfagia, quando temos a sensação de que a comida ficou presa na garganta. Mas ele pode ser percebido também por rouquidão ou tosse persistente. O problema é que, quando esses sintomas aparecem, geralmente o câncer já está num estágio mais avançado.

 No Brasil, ele é o sexto mais frequente entre os homens e o décimo terceiro entre as mulheres. Aliás, não é só o câncer no esôfago. Os mesmos estudos indicam que as bebidas muito quentes podem causar tumores na língua, na bochecha, no céu da boca, nos lábios, na faringe e até mesmo no estômago.

Não posso tomar nada quente?

Calma! Não é bem assim. Não é necessário abrir mão do que você gosta. Somente as bebidas consumidas com temperatura superior a 65°C são perigosas. A recomendação da OMS é que as bebidas quentes estejam no máximo a 60°C.

Uma boa dica, se você não possui termômetro apropriado, é colocar um dedo na bebida. Se você conseguir aguentar por trinta segundos, o líquido está na temperatura correta para consumo. Pode parecer anti higiênico, mas você só vai fazer isso no seu próprio copo.

E não importa o tipo da bebida, mas, sim, a sua temperatura. O consumo de qualquer líquido, inclusive caldos e sopas, com temperatura superior a 65°C pode causar problemas. Porém, não deixe de tomar seu chá quentinho favorito, só cuide a temperatura!

Atenção gaúchos!

O chimarrão consumido principalmente no Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai, tem temperatura média de 70°C, e é justamente dessa forma que a maioria prefere: bem quente.

O surgimento de novos casos de câncer no esôfago chega a ser cinco vezes maior que no restante do país. O diretor executivo do Instituto Escola do Chimarrão, Pedro Schwengber, afirma que medir a temperatura da água tem que se tornar parte do preparo da bebida.

Mas isso não é uma exclusividade dos gaúchos. O chá verde, comumente consumido no Japão e na China, tem temperatura média de 80°C. O chá preto, bebida típica do Irã, pode chegar a 90°C. Até mesmo o café com leite, tão conhecido dos brasileiros, pode passar tranquilamente dos 65°C. Então, atenção redobrada!

X