Bem-estar

28/03/2017 06h30

Responsabilidade Digital - Você Já Avaliou o Seu Comportamento?

Saiba como usufruir das novas tecnologias de forma saudável

Por Nosso Bem Estar

DIMITRIMARL | ADOBE STOCK | NBE
Responsabilidade digital 1

Você domina a tecnologia... ou o contrário?

Faça um exercício: você sabe quantas horas por dia fica em frente ao computador, ou usando o smartphone e tablet? Se a resposta for surpreendente, você não está sozinho. São tantos os momentos em que ficamos, literalmente, conectados que contabilizá-los parece ser uma missão impossível. Não para a agência Internacional We Are Social, que fez um estudo analisando a quantidade de tempo que o brasileiro passa em frente a essas tecnologias. Dentre a rotina de trabalho e de lazer, 9 horas do dia são gastas em interação com as telas.

Já que esse hábito moderno veio para ficar, é importante discutir, então, as melhores formas de usufruir da tecnologia. Existem alguns cuidados que são de extrema importância e devem ganhar a devida atenção, por isso, hoje vamos falar sobre a aplicação correta das novas mídias e, principalmente, dar dicas de como usar a tecnologia mobile de forma saudável e responsável. Acompanhe.

#1 Faça a tecnologia trabalhar para você, e não o contrário

Começamos o nosso pequeno manual de “boas maneiras digitais” com uma dica que é complementar a todas as outras: use a tecnologia, mas não vire escravo dela. Isso porque o número de pessoas que desenvolvem dependência dos recursos digitais não para de crescer. O problema é tão grave que existem até grupos de apoio para quem não consegue ficar desconectado, sem usar o smartphone.

As novas tecnologias estão aí para facilitar o dia a dia, mas quando a solução começa a virar um problema, é sinal de alerta. Por isso, se policie em relação ao tempo que você passa em frente as telas, e não troque momentos de socialização pela companhia da tecnologia. Apesar de divertido, os famosos likes não proporcionam boas risadas como um jantar com amigos, por exemplo. É preciso lembrar que a vida acontece aqui fora, por mais colorida e feliz que possa parecer uma timeline.  

#2 O bom senso é sempre bem-vindo

A ansiedade é o mal do século, e, em relação ao uso das tecnologias digitais, isso não é diferente. Por isso, é sempre importante trazer à tona o bom senso nas mais variadas situações do dia a dia.

Quem nunca foi ao cinema e se sentiu incomodado com celulares tocando? Ou em um show, quando só é possível enxergar o palco pelas milhares de telas que ficam erguidas na mão das pessoas da plateia?  Vivemos em um ciclo de ansiedade tão grande que não conseguimos esperar para responder uma mensagem no final de um filme, deixando de viver um momento real, que está acontecendo, para garantir registros para o futuro.

Essas são atitudes automáticas, e grande parte das pessoas faz sem perceber. Portanto, vale a dica: antes de desbloquear o seu celular, olhe em volta, analise o cenário, enxergue as pessoas e dê valor para o presente.

#3 Previna problemas de saúde por conta do uso excessivo das novas tecnologias

Já diziam os mais antigos: tudo em excesso é prejudicial. Com o uso das novas tecnologias, principalmente a mobile, isso não é diferente. Além da questão do afastamento social, o uso exagerado do smartphone pode, até mesmo, fazer mal à saúde.

Segundo um estudo feito pelo Centro Médico de Cirurgia Espinhal e Reabilitação, de Nova Iorque, um novo problema de coluna vem se tornando comum por conta da má postura ao checar os smartphones. Chamado de “Text Neck”, ele é desenvolvido por conta da inclinação do pescoço, que pode sofrer uma carga de até 27 quilos a mais do que o natural, toda vez que damos aquela checada no celular (cerca de 78 vezes por dia). Esse excesso de peso leva à perda da curva natural da cervical, e o desgaste precoce da coluna.

Outros problemas podem ser desenvolvidos por causa do uso excessivo dos smartphones, como insônia, dores de cabeça e visão borrada.

#4 Verifique a veracidade daquilo que você compartilha

Você já deve ter ouvido o ditado: “uma mentira dita várias vezes se torna uma verdade”, não é mesmo? E ele não poderia ser melhor aplicado quando o assunto é responsabilidade digital.

Em tempos de instantaneidade de informação, nunca foi tão rápido e fácil se manter informado. Basta uma rápida olhada nas redes sociais, e pronto: você fica a par de tudo que acontece. Será mesmo?

Assim como a tecnologia presta um serviço de utilidade pública, ela pode ser uma ferramenta de promoção para pessoas mal intencionadas. É exatamente isso que acontece quando uma notícia falsa é jogada na rede. O problema é que as pessoas tendem a acreditar em tudo que leem, e, muitas vezes, colaboram, por descuido, com o compartilhamento de notícias e informações falsas.

Para evitar que isso aconteça, você pode seguir algumas dicas para checar a veracidade do conteúdo:

 

  • Pesquise se diferentes fontes estão falando sobre o assunto;
  • Leve em conta a credibilidade de quem publicou as informações;
  • Desconfie de informações tendenciosas e extremistas;
  • Cheque a data e o contexto da publicação;
  • Não compartilhe conteúdos apenas pelos seus títulos. Você deve lê-los até o fim.

 

Como vimos, esses cuidados são essenciais para o bom uso das novas tecnologias. Lembre-se: negligenciá-los pode trazer prejuízos para você e outras pessoas. E então, como você enxerga o poder das novas mídias no dia a dia?

X