Saúde Integral

15/03/2017 07h30

O incrível poder do braço

Descubra os benefícios para a saúde e o bem-estar

Por Nosso Bem Estar

DIEGO CERVO | ADOBE STOCK | NBE
Abraco 2

Abraço além do carinho, muito mais saúde

Há quem diga que o melhor lugar do mundo é dentro de um abraço. Existem aqueles que não dispensam um abraço bem apertado quando estão tristes e quando tentam aliviar as saudades acumuladas pela distância, quando os braços, finalmente, se reencontram.

Isso sem falar nos movimentos sociais que promovem o abraço pelo mundo, como o “Free hugs”. Eles incentivam, em meio à rotina caótica das grandes cidades e em locais públicos, o simples gesto do abraço entre desconhecidos.

Mas você já parou para pensar o porquê esse gesto pode ser tão reconfortante e acolhedor? Os cientistas, já. Diversos estudos pelo mundo foram realizados para descobrir o poder do abraço, explicando o que acontece fisiologicamente com o nosso organismo quando recebemos essa demonstração de carinho.

Quer saber quais os benefícios estão guardados dentro de um abraço? Acompanhe.

#1 O poder do abraço contra os efeitos do estresse e infecções

É difícil, hoje em dia, se manter imune ao estresse. As responsabilidades no trabalho, a cobrança por prazos, o trânsito e a agenda cheia de compromissos fazem parte da rotina moderna. Tanta pressão acaba resultando no velho conhecido das noites mal dormidas, o estresse.

Uma boa notícia para quem sofre desse mal é que o abraço tem o poder de proteger contra os efeitos do estresse, de acordo com um estudo feito pela Canegie Mellon University, e publicado pela revísta científica Psychological Science.

Além disso, o estudo também levou em conta a resistência dos participantes à infecções. Depois de questionados sobre os conflitos interpessoais e a frequência de abraços que recebiam, eles foram expostos intencionamente ao vírus da gripe e submetidos à quarentena para observação.

Os resultados foram supreendentes, e mostram o poder do abraço: o grupo de pessoas que recebia abraços com frequência no seu ciclo familiar teve uma maior resistência ao vírus e respondeu melhor aos efeitos da exposição. E a ciência explica: quando recebemos um abraço, a glândula timo, responsável pela produção de glóbulos brancos, é ativada, o que ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Além disso, há produção da ocitocina, hormônio que proporciona uma sensação de prazer e bem-estar, o que explica a maior resistência dos participantes do estudo aos efeitos da gripe.

#2 O abraço no alívio da dor

E quem disse que a ocitocina tem apenas a função do bem-estar? Quando estimulada, ela também age no combate às dores, o que explica o poder do abraço nessas situações.

Por conta dessa liberação hormonal é que, quando sentimos alguma dor, o primeiro impulso é massagear e pressionar a região. Se um simples toque já é capaz de liberar o hormônio e provocar uma melhora, imagina o poder de um abraço apertado?

#3 A pressão arterial pode ser reduzida com o abraço  

Além dos outros benefícios do abraço, ele ainda ajuda na redução da pressão arterial. Foi o que comprovou um estudo da Universidade Médica de Viena ao observar o comportamento da ocitocina no organismo. Quando liberada, ela reduz as taxas de cortisol, também conhecido como “hormônio do estresse”, o que ajuda a baixar a pressão arterial.

Esse efeito positivo é observado com maior evidência quando o abraço é dado por alguém de confiança.

Outro processo desencadeado por quem recebe um abraço é a ativação de um receptor de pressão na pele, conhecido como Corpúsculo de Pacini, que envia sinais para o cérebro e ajuda na redução da pressão arterial.

Como vimos, motivos não faltam para abraçar alguém, não é mesmo? Além do carinho e acolhimento que é transmitido pelo poder do abraço, esse simples gesto pode fazer mais bem à saúde do que se imagina.

E você, tem o costume de distribuir abraços entre amigos e seu ciclo familiar? Conte pra gente pelos comentários e até a próxima.

X