Família

24/10/2016 09h00

Esportes Coletivos

Respeito ao próximo e senso de coletividade são alguns dos benefícios que eles podem trazer às crianças

Por Nosso Bem Estar

Arquivo Nosso Bem Estar
Colet

A prática de esportes coletivos faz com que todos lutem para atingir o mesmo objetivo

Praticar atividades físicas regularmente é uma forma de manter o corpo e a mente saudáveis. No entanto, os benefícios podem ser ainda maiores se os exercícios forem praticados em grupo, nos chamados esportes coletivos. Praticar uma atividade física em grupo é uma excelente forma de exercer o trabalho em equipe. Os esportistas aprendem a respeitar o próximo, a ceder em favor dos outros, a perder e a ganhar, além de construir o senso de coletividade.

Todas essas atitudes irão refletir diretamente no convívio com a família, no ambiente escolar, no trabalho, etc.

Todos pelo mesmo objetivo

A prática de esportes coletivos faz com que todos lutem para atingir o mesmo objetivo, que é ganhar. Porém, os benefícios vão muito além de obter a vitória em uma partida. Jogar futebol, por exemplo, é uma atividade que melhora a autoestima, estimula o senso de responsabilidade, ensina os atletas a lidarem com as consequências, além de compartilhar as tarefas.

Todos os jogadores devem prezar pelo bom relacionamento em equipe, visando à obtenção do objetivo comum. Assim, os esportistas aprendem a conviver em um ambiente saudável.

Melhora da qualidade de vida

Praticar um esporte faz com que as pessoas melhorem a sua qualidade de vida. Isso acontece porque as atividades físicas nos proporcionam melhor disposição física, mais bom humor, combate à depressão, aumento do fluxo sanguíneo no cérebro, favorecendo a memória e o raciocínio.

Esses benefícios são percebidos em todas as atividades físicas, em grupo ou individuais. Os esportes coletivos ainda promovem diminuição da timidez e desenvolvimento de autoconfiança.

Isso é percebido porque os atletas ficam mais expostos em um jogo, além de torná-los partes importantes de uma equipe. A insegurança desaparece na medida em que o individuo se integra ao grupo e ao esporte escolhido para prática.

Praticar um esporte em equipe torna o atleta um jogador intermitente, isto é, com momentos de maior e menor intensidade durante a partida. O jogador não precisará correr a uma velocidade estável o tempo todo, mas, sim, a diversas intensidades.

Fazendo isso, é possível aprender a trabalhar em um ambiente instável, controlando o emocional durante o jogo.

Jogo limpo

Os esportes coletivos também ensinam os atletas a jogar limpo. Ou seja, eles trabalham o senso de moral e ética, o respeito e a disciplina. O esporte trabalhará para tornar o atleta um cidadão, moldando-o da maneira ideal para conviver em sociedade.

A atividade física, nesse caso, é um meio para aprender sobre o respeito mútuo, a solidariedade com os colegas e o respeito às diferenças. O jogo propicia ao atleta a possibilidade de educar-se para ser mais gente. 

Praticando atividades em equipe, os jogadores respeitam os indivíduos independente de suas origens, idade, raça, sexo, opiniões, crenças, aspectos culturais, etc.. O atleta passa a valorizar o colega de acordo com suas características e singularidades. É possível colocar-se no lugar do outro para entender suas motivações e ações, aceitando suas atitudes.

Alfabetização emocional

Pelos esportes coletivos é possível fazer a alfabetização emocional dos atletas. Isso é alcançado pela resolução de conflitos, ensinando os esportistas a chegar a acordos, negociar e compartilhar responsabilidades.

Por isso, o técnico é responsável por promover a socialização, sendo o mediador entre os atletas para que haja colaboração, cooperação, respeito às regras e aos limites propostos. O primeiro objetivo, maior do que ganhar, é a obtenção do respeito mútuo.

Isso é facilmente possibilitado pelo jogo, onde o aprendizado é rápido e natural. Com os esportes coletivos aprende-se a conviver com as adversidades. O que importa não é ganhar sempre, mas ter uma atitude flexível perante os obstáculos aos quais nos deparamos no decorrer de nossa vida. 

 

X